2012_11_23 Na clínica

























O tempo de espera para a consulta foi curto e só deu para acabar à pressa o bebedouro.

2012_11_23 Metro Saldanha

























Na maior parte das linhas do metropolitano os sistemas de informação já disponibilizam o tempo que falta para a chegada do próximo comboio. Quando cheguei ao cais e vi que dispunha de três minutos tirei o caderno e a caneta, olhei a pessoa que estava mais perto no cais oposto e comecei a desenhá-la.

2012_11_23 Metro Campo Grande


























Desenho de perspectiva, desenho de observação, carvão, aguarela, desenho rápido, desenho lento, expressivo ou gestual, (Uf!! que correria...) ultimamente tenho balançado entre vários formas de desenho.
Desenhar sem olhar para o bloco tem-se revelado uma fonte de surpresas e uma janela de diversão.

2012_11_17 Terreiro do Paço













Abrigados da chuva no workshop de perspectiva da Nextart. Nesta sessão o Mário Linhares levou-nos a desenhar praças. Depois da Praça da Figueira foi a vez do Terreiro do Paço.

2012_11_17 Fundação Portuguesa das Comunicações




















A Fundação Portuguesa das Comunicações iniciou um ciclo de comunicações com o relato por Pedro Fernandes (PeF) de seis semanas vividas no Nepal. O relato foi tão completo e exaustivo que só pensava que tanta experiência acumulada só podia ter resultado de uma experiência de meses. Só seis semanas? Teria entendido bem?
Ainda houve tempo para desenhar com grafite e colorir com aguarela tendo em especial atenção o acerto na escolha da cor.

2012_11_10 Miradouro de Santa Justa






















A aprender os 'mistérios' da perspectiva no topo do miradouro de Santa Justa.

2012_11_13 Campo Grande




















Mais desenho cego, tentando não levantar a caneta, de pedestres no Campo Grande. O tempo em que o peão se desloca pelo nosso campo de visão não dá mesmo para tirar os olhos de cima dele. Nestes experimentei a mancha de cor mas gostei mais do resultado destes desenhos só com a linha.

2012_11_12 Edifício Zon




















Na hora de almoço os funcionários da Zon aproveitam o espaço ajardinado, frente ao novo edifício no Campo Grande, para dois dedos de conversa ao sol.
Com o tempo a escassear optei por fazer desenho cego (desenho feito sem olhar para o bloco).

2012_11_02 Estação de Metro Saldanha

























Desenho rápido de um passageiro no cais oposto à espera do metro. Raramente o tempo disponível excede os três minutos o que resulta num personagem meio inventado. A cor aplico em casa, de memória, o que geralmente faço quando não tenho tempo para fotografar.

2012_11_05 Palácio Galveias


















À hora de almoço a tentar aplicar os ensinamentos das aulas de perspectiva. Há que desenhar até aprender...

2012_11_02 Corredor Verde de Monsanto


Com a construção da ponte pedonal sobre a Av. Marquês da Fronteira fica concluído um antigo projecto, de Gonçalo Ribeiro Teles de ligação do centro da cidade de Lisboa a Monsanto. Pioneiro na defesa das hortas urbanas, defensor da criação de corredores verdes nas cidades, arquitecto paisagista, responsável pelo desenho dos jardins da Fundação Gulbenkian, o Corredor Verde de Monsanto com vias pedonais e para bicicletas foi um dos projectos que apresentou na sua proposta para uma Estrutura Ecológica Municipal Preliminar.

2012_11_02 Café 35


























Quando o tempo para desenhar é escasso beber um café matinal sentado numa pastelaria serve de pretexto para um desenho rápido. A cor fica para casa.