2013_12_31 Santa Apolónia



















Vai partir na linha 4 o expresso com destino a 2014.
Follow my blog with Bloglovin

2013_12_26 Entrecampos

Não ter tempo de acabar um desenho deixa espaço para combinações inesperadas. No metropolitano o tempo para desenhar é sempre curto e à superfície às vezes é mesmo à justa. Tinha começado a cor na moto quando quando ela foi levada pelo dono.

2013_12_18 Tango na Rua

























O Tango na Rua é um colectivo que organiza milongas (bailes de tango) de entrada livre com o objectivo de divulgar o Tango Argentino em Lisboa.
Na passada quarta feira assisti a uma que teve lugar na sede do grupo excursionista e recreativo Os Amigos do Minho.
O pouco tempo que tive para estudar os movimentos dos pares serviu apenas para me focar num ou outro pormenor e dada a proximidade com os dançarinos a minha atenção acabou por se focar nas mãos dos pares e nas diferentes maneiras delas se pegarem.
Ficou o desejo de voltar a ter a oportunidade de desenhar os dançarinos que embalados pelo tango evocam outros tempos e outras geografias.

2013_12_09 Linha Azul



O Rodrigo e a Rita são dois colegas da turma de desenho da nextart que desempenharam o papel de modelos no dia em que fizemos uma saída para desenhar no metropolitano.


2013_12_08 Mosteiro de Santa Maria










Gosto de entrar em territórios que me obrigam a desacelerar o ritmo... 
Aproveito-os para ter um pouco de tempo. 
Para me olhar um pouco sem a pressão do quotidiano que obriga a viver o imediato. 
Para simplesmente parar e escutar o silêncio.

The Specials - Nelson Mandela



Foi na adolescência a ouvir as musicas de bandas que cantavam Nelson Mandela que fiquei com curiosidade de conhecer o homem cuja libertação era pedida em todo o mundo. Ainda hoje me arrepio quando ouço a música dos The Specials datada de 1984.
Hoje o desenho ficou de lado.
A canção ficou conhecida como Free Nelson Mandela.

2013_11_30 Seixal







No Seixal existem inúmeros motivos de interesse para desenhar. Para além da paisagem natural e da arquitectura local também os vários núcleos do Ecomuseu Municipal merecem ser visitados. Se a visita for ao núcleo da antiga fábrica de cortiça Mundet aconselho a optar pela visita guiada. Os desenho foram feitos com cana de bambu, ecolines das três cores primárias e na Mundet também com uma rolha de cortiça.

2013_11_24 Campo Grande










Do Campo Grande guardo memórias de passeios em família e a perspectiva muitas vezes frustada de um passeio de barco no lago. O topo norte reabriu após meses de obras e embora no desenho não transpareça são muitos os curiosos a ver as transformações. Alguns poucos já se aventuram pelo lago e muitos trazem os cães a passear num local a eles destinado. Outros correm, muitos passeiam e os campos de 'paddle', já prontos, esperam pelo início de actividade. Mesmo com frio o Campo Grande volta estar animado.

2013_10_11 CCB









A aproveitar os últimos dias de tardes quentes antes do frio nos remeter para casa.

2013_09_11 Pétalas rosa



















Other people can go home...Everyone else will split
I'll be here all the time...I can never quit

Everything is very quiet
Everyone has gone to sleep
I'm wide awake on memories
These memories can't wait.


Memories Can´t Wait, David Byrne

2013_10_26 Praça do Campo Pequeno










Construida em 1892 para corridas de touros a Praça de Touros do Campo Pequeno transformou-se nos nossos dias num pavilhão multi usos com centro comercial no subsolo conseguindo manter o seu perfil arquitectónico. Todos os sábados das 09h00 às 14h00 decorre no jardim do Campo Pequeno um mercado de agricultura biológica que decorria animado no dia em que desenhei a Praça.

2013_11_06 Culturgest









Pessoas nossas conhecidas a falarem-nos pela voz dos palhaços de Bruno Pacheco!? O que será que ouvimos das frases que os outros nos dizem?

Bruno Pacheco, Happy Hour #2, 2005
Sentido em deriva
Obras da Coleção Da Caixa Geral de Depósitos

2013_10_19 Praça do Império












Passadas as polémicas ficou em Belém um centro cultural, com ar fortificado, ao qual encontro sempre motivos para regressar. Pode ser para ver as novidades na loja de materiais de belas artes ou para ver as ultimas revistas internacionais que não encontro em mais lado nenhum ou apenas para descobrir as exposições mais recentes ou assistir a um dos muitos concertos.
No dia em que em que fiz este desenho arrisquei visitar a exposição do arquitecto japonês do Sou Fujimoto na garagem sul do CCB e fiquei maravilhado com as suas maquetas que ilustram uma visão da arquitectura em contacto com a natureza.

2013_10_30 Satellite of Love


















I love to watch things on tv

2013_10_15 Av. Roma










Desenhar na hora do almoço, a descobrir rápidas panorâmicas num sítio desafogado.

2013_10_12 Corredor Verde










Nos tempos que se aproximam é o tipo de equipamento não aconselhável  a quem foge da chuva. Durante o último ano foram vários os jardins e espaços verdes onde a Câmara de Lisboa disponibilizou equipamentos para a prática de exercício físico ao ar livre.

2013_10_02 Av. República










Desenhar à hora de almoço sem especial preocupação com a escolha da vista.

2013_10_03 Campo Grande
















Desenhar vistas da cidade significa mais cedo ou mais tarde encontrar semáforos entre nós e o que queremos desenhar. Observando-os com mais atenção percebe-se que são mais complexos do que parece.

2013_10_13 Av. Frei Miguel Contreiras



No 44º Encontro USKP, fui seleccionado para o grupo que foi desenhar o Bairro das Estacas cuja construção começou em 1952 e que se tornou uma referência da arquitectura moderna em Portugal.





















Percorrendo o bairro pude observar a forma como o urbanismo integrou a arquitectura com amplos espaços verdes para recreio e lazer, e com equipamentos vários. Uma escola primária, o mercado, o edifício da junta de freguesia. As vistas que estudava para um potencial desenho incluíam sempre espaços verdes e a minha atenção acabou por se prender nas linhas da fachada do Maria Matos actualmente Teatro Municipal, situado perto do cinema King.

2013_09_28 Diário de Notícias










Projectado em 1936, pelo Arq. Pardal Monteiro, o edifício do Diário de Notícias foi construído de raíz para instalar o diário com o mesmo nome. O interior merece visita para admirar os frescos de Almada Negreiros. Está classificado pelo Igespar como Imóvel de Interesse Público.

2013_10_05 Museu do Mar





















Desenhar com uma caneta preta da Tombow e ecolines (só as três cores primárias) no Museu do Mar em Cascais é certeza de resultados inesperados (e coloridos).
O método certo para quem não pretende borrar a pintura é aplicar as ecolines, deixar secar e só depois avançar para a linha.





















É o tipo de proposta de desenho que se espera num workshop do Richard Câmara.

2013_09_24 Av. da República



Para começar um novo caderno a antiga casa dos Viscondes de Valmor no número 38 da Avenida da Répública. Em hora de ponta, entre mim e a casa, para além de uma floresta de sinais de trânsito, semáforos, mupis, e outro mobiliário urbano, havia sempre ou um autocarro da Carris ou um carro ou um conjunto de pessoas na passadeira à espera do semáforo verde dos peões. Para conseguir fazer um desenho onde a casa ficasse minimamente reconhecível optei por os deixar de fora da "fotografia".

2013_09_10 Praça dos Restauradores











Construído como sala de cinema foi neste edifício que entre 1951 e 1996 funcionou o cinema Condes. Em 2003 foi convertido no Hard Rock Cafe de Lisboa.

2013_09_08 Av.Fontes Pereira de Melo

























No século XIX a promoção das Obras Públicas sofreu um grande impulso e Fontes Pereira de Melo era o ministro. A meio da avenida com o seu nome sobressai aquele que durante anos foi considerado o edifício mais alto de Lisboa.

2013_09_06 Avenida















Inaugurada em 28 de Abril de 1886 a Av. da Liberdade foi traçada segundo projecto do engenheiro Frederico Ressano Garcia. 

A estação de metro da Avenida é uma das onze estações pertencentes à rede original do Metro de Lisboa, e foi inaugurada a 29 de dezembro de 1959.

2013_09_14 Assembleia da República










Durante o encontro na Assembleia da República a assistir à peça Kohlhaas, adaptação para teatro de um texto de Henrich Von Kleist com interpretação de Marco Baliani.

2013_09_14 Praça das Flores
















O 43º Encontro dos USK Portugal decorreu integrado no Festival Todos. Na Praça das Flores foi possível assistir à actuação da Jaipur Maharaja Brass Band.

2013_09_04 Praça dos Restauradores















O (restaurador) que está mais presente na minha memória é o Olex mas a wikipédia diz que o obelisco da Praça dos Restauradores, foi inaugurado em 1886 para comemorar a restauração em 1640 da independência em relação a Espanha. Oléxxx...

2013_08_28 Terreiro do Paço









Embalada pela proximidade das eleições a Baixa de Lisboa não para de mudar. A estátua do Dom José acabou de ser restaurada, o miradouro do arco da Rua Augusta já está aberto ao público, a ligação ao Cais do Sodré pela Ribeira das Naus avança rapidamente e os carros já circulam na Rua do Ouro.

2013_08_29 Praça Dom João da Câmara









Às vezes os cadernos vêm-me parar às mãos com formatos pouco convencionais. Não tendo uma apetência especial por um formato em particular, encaro estas ocasiões como oportunidades para experimentar. O formato mini-panorâmico tem-me levado à procura de espaços abertos (praças ou vistas panorâmicas) e tem-me obrigado a simplificar os desenhos. Levou tempo até começar a adequar os volumes à medida da folha. E quando me sinto confortável a adaptar o desenho à folha é sinal que o caderno está chegar ao fim. Vou sentir a falta deste caderno.

2013_08_31 Castelejo

























Parte central do castelo de São Jorge o castelejo era acedido por ponte levadiça e defendido por um fosso e barbacã (o muro colocado à frente das muralhas e que servia para defender o fosso).


2013_08_31 Castelo de São Jorge

















No dia da inauguração do elevador do Castelo que liga a Rua dos Fanqueiros ao Mercado do Chão do Loureiro, o Castelo de São Jorge foi assaltado pelo workshop de Diários Gráficos do Richard Câmara. Um dos exercícios foi desenho de observação usando três cores diferentes.

2013_08_24 Campo Grande


















No mês em que a Volkswagen anunciou o fim da produção do modelo 'Pão de Forma' não resisiti a desenhar este exemplar bem conservado, com que me cruzei para os lados do Campo Grande. Na parte lateral tinha o logotipo do Programa Ciência Viva da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

2013_08_23 Campo Grande

















Para este desenho repesquei uma Rotring 0.2. Como o papel usado é muito absorvente, (tipo papel manteiga) sempre que a caneta para em cima do papel produz um um pequeno borrão. Para evitar que a mancha alastre o desenho torna-se automaticamente mais rápido e mais gestual. Era esse o efeito que pretendia para em conjunto com alguns salpicos tornar mais atraente o desenho de um normal veículo utilitário.

2013_08_13 Avenida da Liberdade


O qué que a Avenida tem a ver com o Jorge Colombo!? Não faço a mínima...

2013_08_04 Alameda da Reitoria










A zona da Cidade Universitária e o topo norte do Campo Grande encontram-se em período acelerado de conclusão de obras sob o impulso do calendário eleitoral. Um pouco por toda a cidade sente-se a pressão para acabar obra antes das eleições. Na zona da Alameda da Reitoria da Universidade de Lisboa a obra está praticamente acabada restando visível apenas a protecção ao relvado recentemente 'implantado'.