2013_03_25 TAP 839 2

























Assim que consegui parar as investidas do passageiro do banco da frente desenhei as costas do assento e a mesa de refeição e depois aproveitei para tentar perceber a perspectiva da cabine do avião a partir do lugar que ocupava e tomando a cabeça do passageiro da frente como referência. Ainda lhe "saquei" umas quantas linhas das orelhas.

2 comentários:

  1. Não conhecia o teu blog. Já está registado.
    Conseguiste fazer aquilo que eu não fiz: desenhar no avião. Prometi muito, mas no avião é que o cansaço aterrava.

    ResponderEliminar
  2. O passageiro não me dava descanso e estava desiludido com tanta caderno em branco e com a sensação que tinha desenhado pouco.

    ResponderEliminar