2014_08_14 Trafaria











A viagem já não se faz nos antigos Cacilheiros onde se sentia a brisa do mar a bater-nos na cara. Mas visitar a Trafaria ainda significa visitar outro tempo e outra margem.
As cicatrizes da Trafaria estão à vista de todos. Os barcos de pesca que já ninguém repara, a indústria que fechou as portas e ficou a ruína, o impacto dos silos de cereais na paisagem (e provavelmente também nos pulmões). Uma margem tão perto e ao mesmo tempo tão distante.

Sem comentários:

Enviar um comentário