2014_04_12 Basilica San Marco
















No interior da Basilica de São Marcos enquanto eu desenhava de braço esticado a Sílvia Malhado lia o texto da Paixão.
Depois trocámos e enquanto a Sílvia desenhava descobri-me no papel de leitor o que fez toda a diferença para a compreensão do texto.
Quando lemos em voz alta, a um ritmo próprio, o som das nossas palavras ajuda a completar o sentido do texto. Transmitimos emoção ao que lemos e somos envolvidos pelas emoções que pensamos que o texto transmite e que queremos transmitir a quem nos ouve. Comovente.

2014_04_12 Veneza

























A César o que é de César e ao Desenho o que é do Desenho.
Pensar o desenho antes de o começar. Em vez de primeiro seleccionar a vista que queria desenhar e depois trazê-la para o papel, delimitei primeiro na página com um rectângulo a área disponível para o desenho. Depois seleccionei o sitio onde me iria sentar (à sombra, sem ninguém na frente nem na frente de ninguém). A seguir estudei o enquadramento. Os elementos que iriam caber no rectângulo. O canal, o barco, os postes para atracar os barcos, parte dos edifícios, uma parte do ancoradouro onde estava sentado. Tudo foi passado com linha para o papel. No fim os apontamentos de cor.














Desenhar perto de um embarcadouro resulta num desenho interrompido de cinco em cinco minutos com os barcos a largar e a receber passageiros. Optei por deixar os barcos de fora e concentrar-me na maravilhosa vista do mosteiro da ilha de San Giorgio Maggiore.

2014_04_11 Treviso
















Como será desenhar de costas voltadas para o objecto que se está a desenhar?
Neste desenho feito a dois a dificuldade foi converter para o papel as indicações que a Fernanda Lamelas ia dando do edifício que só ela estava a ver.

2014_04_10 Vittorio Veneto


























Ao elaborar a nossa biografia, seleccionamos criteriosamente os momentos académicos e profissionais de maior relevo.
Se entregarmos esse texto a outra pessoa para ela o sintetizar, esculpindo o texto até só restarem as palavras que melhor nos descrevem, ficamos com uma ideia da imagem que essa pessoa tem de nós. Será que essa imagem coincide com a ideia que temos de nós próprios?
E claro, também ficamos com um desenho feito com palavras.

2014_03_14 Museu da Cidade

























Quantos de nós, lisboetas, sabemos que a cidade tem um Museu?

2014_04_05 Fábrica de Pólvora de Vale de Milhaços




















Oficinas de misturação e peneiração da Fábrica da Pólvora de Vale de Milhaços, Corroios. Extensão do Ecomuseu Municipal do Seixal.

2014_03_31 Teatro D. Maria II



















A praça Dom João da Câmara é um dos meus locais favoritos para desenhar.