2014_05_26 Rua de Santa Justa

























Na baixa de Lisboa ao fim do dia.
Momento da aula de desenho da nextart. Soltar a cor.
Aguarela e pincel de água por cima de esboço rápido a lápis.

2014_03_15 Rua Febo Moniz



















No momento de escolher um desenho para publicar por vezes ocorrem-me à memória desenhos que por alguma razão sinto que ficaram por publicar. Lembrei-me de repescar este, que fiz atraído pela arquitetura pouco habitual, com telhados inclinados, mais comuns em países do norte da Europa.

2014_05_17 Beco de São Luís da Pena





















Fazer o desenho da arquitetura com linha e depois as sombras com grafite.
Experimentar, descobrir. Voltar à escola. Voltar a aprender. Somar linhas. Adicionar sem fim.
Adicto do desenho?

2014_05_10 Cova da Moura
















Durante o 54º encontro dos Urban Sketchers Portugal na Cova da Moura com o acompanhamento da Associação Cultural Moinho da Juventude.

2014_05_05 Fátima

























Fui atraído a Fátima pelo caminho

Fiz-me à estrada para agradecer ao desenho e àqueles que me transmitiram os seus segredos e as suas técnicas. Dádiva preciosa de equilíbrio e conhecimento.

Caminhos e pessoas incríveis na melhor das companhias. 

As mais espantosas descobertas. 
Desconhecia por completo a existência do minderico, uma variante linguistica falada em Minde desde o séc. XVII pelos fabricantes e comerciantes de mantas, e cujo o glossário se encontra disponível no Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro, até ser chamado à atenção pela surpresa do Eduardo com um toldo de loja que tinha o seguinte escrito: O Atazanar das Menízias. 

No final o ressoar do haiku que o Luis partilhou na partida da Azambuja 


A vastidão do mundo 
para o peregrino 
não é mais do que um quarto vazio

2014_05_02 Azambuja


















Durante a peregrinação a Fátima repouso na Igreja da Azambuja após caminhada de trinta quilómetros.
Momento único de serenidade e paz.