2018_10_10 Alunos de Apolo


Aula de danças de salão nos Alunos de Apolo. Let´s Dance, Workshop 10 x 10 com a Teresa Ruivo.

2018_10_05 Sketches de 5 minutos

Uns demoram mais. Outros demoram menos. Mas são todos sketches de 5 minutos.


2018_08_25 Explorando o MUNHAC


Antes de existirem museus como o Museu Nacional de História Natural e da Ciência os exploradores quando avistam uma nova espécie no seu habitat natural tinham que ser rápidos a documentar o avistamento. Não sabiam durante quanto tempo iriam estar frente a frente com a espécie com que tinham estabelecido contacto. Nos museus de hoje as espécies permanecem imóveis para sempre e se temos que ser rápidos a desenhá-las é porque o tempo que escasseia é o nosso.

10 x 10 no Museu de História Natural

No próximo sábado, às 15h00 tem início o ciclo de inverno dos workshops do programa 10 x 10. A convite do Nélson Paciência, vou orientar um workshop no Museu Nacional de História Natural e da Ciência. Iremos descobrir e desenhar alguns dos mais de 1000 espécimes patentes na exposição SPECERE, uma pequena parte das coleções de história natural do museu. Vamos desenvolver as capacidades de observação usando o diário gráfico no ambiente controlado de um museu mas desenhando como os exploradores de territórios desconhecidos registando novas descobertas para mostrar ao mundo.


Contacto para inscrições:education@urbansketchers.org

2018_09_30 Frente a frente

Neutral Face Portraits é um projeto da fotógrafa canadiana Brie Vos. Quando em Agosto durante as férias de Verão procurava fotografias de grandes planos para treinar o desenho do rosto humano não a conhecia. Queria dar uso a um caderno novo que ganhara de prenda no Symposium dos Urban Sketchers no Porto e decidira desenhar "caras" para ocupar o tempo livre. Optara pelo preto e branco porque dramatiza e acentua as principais características do rosto. Peguei num marcador preto e em mais dois ou três tons de cinzento para trabalhar volumes e mergulhei na web. Quando descobri o sitio da Detour Photography percebi que não precisava de ir mais longe e que encontrara material suficiente para me manter ocupado um bom par de dias.



Fotografar pessoas com o mesmo enquadramento, a mesma iluminação e com a mesma expressão neutra cria uma base comum que acentua as diferenças de idade, género ou raça. "Todos diferentes e todos iguais" foi a frase de propaganda política que me veio à cabeça. Os voluntários deste projeto desnudaram-se perante a câmara fotográfica. O olhar fixo arrepia pelo que revela. Por detrás do olhar neutro há sofrimento disfarçado e coragem destemida até mesmo no olhar perdido duma criança a tentar processar os poucos meses de idade. Dentro desta pele que vestimos ao nascer temos todos os mesmos medos, as mesmas esperanças, as mesmas hesitações com que lidamos da melhor forma que sabemos. À procura do nosso lugar seguro.