2018_01_10 Rua Engº Vieira da Silva


O Eng.º Vieira da Silva, foi considerado como o primeiro olisipógrafo, estudioso das temáticas culturais, históricas, sociais e económicas que versam sobre a cidade de Lisboa.  
Por edital de 1956 o seu nome foi dado a um antigo troço da Rua das Picoas (antes Estrada das Picoas), entre a Praça José Fontana e a Avenida Fontes Pereira de Melo. 
Mais informação no blog Toponímia de Lisboa gerido pela Câmara Municipal.

2017_30_12 Largo de São Sebastião da Pedreira



"As primeiras construções na Rua e Largo de São Sebastião da Pedreira datam de meados do século XVI, constituindo já à época uma das saídas da cidade de Lisboa, por ser uma via de continuação da Rua de Santa Marta. No local existiu o palácio do Provedor dos Armazéns, obra do arquitecto francês Fernando Larre, que o construiu inicialmente para habitação própria em 1730. Em 1860, o comerciante José Maria Eugénio de Almeida adquiriu esse palácio, mandando derrubar uma série de edifícios em redor, de modo a alargar o Largo de São Sebastião da Pedreira e dar outra visibilidade ao seu palácio. Mais tarde seria adquirido pelo Estado ao Conde de Vilalva para servir de Quartel-General do Governo Militar de Lisboa e onde ainda hoje funciona a sede do Quartel-General do Exército. A seu lado situa-se o Palácio de Sá da Bandeira, outro dos belos edifícios lisboetas e no gaveto entre o Largo de São Sebastião da Pedreira e a Rua Dr. António Cândido encontra-se um outro bloco de edifícios de três pisos, com os números 46 a 53, correspondentes a antigas vilas operárias hoje recuperadas, de planta rectangular, construídos no início do século XIX. "
Este texto faz parte da Recomendação 04/086(PEV) - Requalificação do Largo de São Sebastião da Pedreira apresentada pelo PEV (Partido Ecologista "Os Verdes")  e aprovada por unanimidade em reunião de câmara a 17 de Novembro de 2015.

2018_01_10 Avenida José Malhoa


A zona envolvente da Avenida José Malhoa com as suas fileiras de edifícios corporativos e cadeias de hotéis internacionais não tem nada de acolhedor. Pouca gente lá circula a pé para além dos empregados das empresas e dos turistas e assim que anoitece a avenida fica deserta.
Até 29 de Janeiro está patente na fundação Gulbenkian a exposição 9 Ideias Parque Praça de Espanha onde estão expostas as propostas finalistas do Concurso Internacional de Ideias promovido pela Câmara Municipal de Lisboa para um futuro parque urbano na Praça de Espanha. 

2017_12_09 Santa Apolónia


Terminal multiusos de Santa Apolónia

2017_12_21 Giras




                                  Bicicletas Giras do serviço de bicicletas partilhadas de Lisboa.

2017_12_16 Bolas de chumbo ...


... e soldadinhos de sabão é o resultado de voltar às sessões do Alfabeto Lisboeta.



Lápis de grafite sobre bolas de sabão feitas de detergente e ecoline.



Resultados surpreendentes... como as piruetas duma bailarina.